Havana Club conectada com Geração Z

Rum cubano fortalece sua presença em territórios nichados e reforça o destilado como próxima tendência da coquetelaria

Por Portal City News - Sérgio Araújo 10/11/2021 - 17:49 hs

O rum, destilado originário do Caribe com base de cana de açúcar, vem se apresentando como uma das tendências da coquetelaria para os próximos anos. Com grande versatilidade para mistura de sabores entre frutas e outros insumos, e coquetéis de facil preparo, que foi a busca do consumidor em 2020/21. A categoria teve crescimento de 34% em sua fatia no mercado nacional de bebidas alcoólicas. E, quem capitaneia o movimento é a cubana Havana Club, trazida ao Brasil pela Brand Factory, incubadora de marcas e negócios da Pernod Ricard Brasil.

A marca, líder nacional da categoria em vendas, vem estreitando seus laços com a geração Z desde que lançou seu novo posicionamento em 2019. Globalmente, o rum Havana Club traz o destilado para perto do público jovem por meio de projetos co-criados com nomes relevantes da cena artística e musical, sendo o mais recente com o rapper mudialmente famoso Skepta.

Em sua segunda parceria com o músico, a marca lançou o  “Rum of Skepta”, edição super limitada do Havana Club 7 anos à venda apenas no Reino Unido, em rótulo desenhado por ele e inspirado no cruzamento de suas raízes nigerianas com a tradição cubana de Havana. Uma homenagem à criatividade, força interior e espirito comunitário dos dois países. No Brasil, ainda poucos terão acesso ao produto exclusivo. 30 nomes que têm relação com o propósito de Skepta foram escolhidos nos mais diversos meios para serem presenteados no mês de outubro.

Para o novo ano fiscal da Brand Factory no Brasil, a marca traz plano que intensifica a estratégia global ao continuar o trabalho já iniciado no último período em territórios nichados, como do rap, e se inicia em novos cenarios, como o da música eletrônica, para apresentar o rum e mostrar sua versatilidade de consumo ao público entre 20 e 30 anos.

“Temos construído Havana Club como uma marca de posicionamento transgressor, através de nichos musicais e parcerias relevantes para a geração Z. Utilizamos o último período fiscal para iniciar, entre outras iniciativas, a plataforma musical Havana Music Remix, à princípio com foco no rap, que teve ótima aceitação do target, criando relações genuínas e relevantes na cena musical, que estão nos permitindo entrada com verdade de causa. A marca cresceu no último ano fiscal 53% em vendas, com relevantes impactos em engajamento nos canais proprietários .”, explica Camilla Ortenblad, head de negócios da Brand Factory.

INFLUÊNCIA MULTIDISCIPLINAR

Dentre as novidades de Havana Club para o momento está a incorporação do “Havana Club Crew ”, time de embaixadores garimpados de diferentes ecossistemas culturais e artísticos como a moda, música, empreendedorismo  e outros, tendo como nomes já confirmados Julia Reis – produtora de conteúdo no canal Rap, Falando e criadora da Brasa Mag, plataforma dedicada à cultura hip hop – e Peroli – DJ e fundadora da organização social Perifa no Toque. O grupo acompanhará a marca nos próximos dois semestres e tem como missão introduzir a bebida em seus mais variados momentos de lazer e convivência social.

 

PLATAFORMAS MUSICAIS

O Havana Music Remix tem curadoria de parceiros especializados para conversar com a cultura de rua. Já com duas temporadas de conteúdos digitais sobre as vertentes Trap e Grime do gênero musical, teve a co-criação com artistas de renome como Stella Yeshua e Felipe Ret, além do maior canal de grime nacional, o Brasil Grime Show.

Já em novembro, está prevista a estréia da nova vertente musical da plataforma Havana Music Remix, o  Drill, terceira vertente do rap a ser abordada pela marca. Tendo como objetivo a inserção dos rótulos e coquetéis de Havana Club no meio, o plano contará com uma série de conteúdos como webséries, mini clips musicais e ensaios fotográficos, além de peças de roupa customizadas típicas dos estilo musical como a balaclava e conjunto de calça e jaqueta, todos co-criados com nomes de destaque como  o músico Fleezus e o DJ Mu540.

 

NOVOS RITMOS

Até o final de junho de 2022, a marca trará outros ritmos como a música eletrônica. Ainda em idealização, Havana Club assinará um documentário em quatro episódios, a ser lançado nas grandes plataformas de streaming, elaborado em parceria com os principais nomes da vertente musical, tendo a jornalista Claudia Assef como uma das roteiristas e uma das maiores agências de música eletrônica da América Latina, a Entourage, como curadora, além da participação em diversos festivais musicais.

 

Sobre Havana Club

Prestes a completar 85 anos de história no Mundo, o mais tradicional rum de Cuba leva suas raízes para o ambiente urbano e aposta no sabor característico vindo da ilha para reforçar seu consumo na releitura de drinks clássicos, como Daiquiri e Cancha, com seus Havana 3 e Havana 7.

O primeiro traz um blend de runs cubanos envelhecidos por, no mínimo, três anos em barris de carvalho. O perfeito equilíbrio entre leveza e sabor – marcante o suficiente para destacar o sabor dos coquetéis, mas com a delicadeza necessária para não se sobressair em relação aos demais ingredientes e se tornar o rum ideal.

Já Havana 7, tem vários runs-bases. Cada um com personalidades diferentes, mas todos envelhecidos por, no mínimo, sete anos, trazendo complexidade e camadas de sabor e aroma. O resultado final é a soma das diferentes idades e texturas do destilado.

 

Sobre Brand Factory

Fundada no ano passado, a incubadora de marcas e projetos da Pernod Ricard Brasil funciona como uma startup, buscando atender às necessidades dos consumidores através de produtos que não existem hoje no mercado brasileiro e testando modelos de negócios diferentes e dissociados do modelo tradicional da multinacional. Estão no portfólio da Unidade de Negócios o gim Malfy, o aperitivo francês Lillet, o rum Havana Club, o licor de café à base de rum Kahlua, o aperitivo italiano Ramazzotti, o rum caribenho Malibu e ainda Altos Tequila.